FCSI destaca trabalho de brasileiros em conselho de padrões profissionais

Na mais recente publicação online, a FCSI (Sociedade Internacional de Consultores de Foodservice) publicou um artigo intitulado “A conexão brasileira” elogiando o papel dos membros Emmanuel Melo e Raoni Saade no Conselho de Padrões Profissionais para as Américas (CPSTA, na sigla em inglês) da organização.

O texto foi escrito por Alberto da Costa, ex-presidente e hoje conselheiro da FCSI. Primeiro ele apresenta os brasileiros: “Emmanuel e Raoni representam bons exemplos de sabedoria e juventude exuberantes. Além disso, são duas pessoas que admiram bastante o trabalho um do outro”.

Em seguida, Costa continua o texto detalhando o que ele chamou de “dois bônus” resultantes da presença de Emmanuel e Raoni no conselho:

“O primeiro bônus foi e é que ambos os convidados / candidatos / novos membros / queridos colegas mostraram ter mentes abertas, uma vontade de ser vulnerável aos desafios da linguagem e um intelecto feroz”.

Mais adiante, ele continua: “O segundo bônus foi, e continua sendo, a intensa paixão que Emmanuel e Raoni mostram por tudo o que eles empreendem, tanto em nossas reuniões conjuntas quanto quando estão de volta em casa. Essa paixão se refletiu na intensidade de nossas conversas e na quantidade de trabalho “de missionário” que os dois cavalheiros realizaram com sucesso com seus colegas da América do Sul”.

Costa fala ainda dos desafios que o próprio conselho enfrentou e superou para acomodar os estrangeiros. “Trabalhamos por algum tempo para discernir a melhor maneira de receber os novos representantes do Brasil, o que significava que devíamos considerar como abordar os potenciais desafios linguísticos, a diferença de perspectivas na cultura e proporcionar um lugar onde todos poderiam aprenderem uns sobre os outros de uma forma sincero e divertida”.

Veja o texto completo 

Emmanuel Melo e Raoni Saade em uma pausa durante a última reunião do CPSTA em Chicago, EUA.

Brasileiros na FCSI

Emmanuel Melo é diretor de design do StudioIno. Ele faz parte da FCSI desde 2015 e atualmente é membro profissional, tendo sido um dos primeiros a ser aprovado nos testes em português. A FCSI está implementando exames voltados para o mercado brasileiro e o conselho foi responsável por traduzir e adaptar as provas, no ano passado. Raoni Saade é gestor de produtos e processos da Mapa Assessoria e também membro profissional da FCSI.

Saiba como fazer parte da FCSI 

Sobre a FCSI

A FCSI foi fundada nos anos 1950 nos Estados Unidos e reúne mais de 1.300 especialistas do mercado de alimentação em 46 países ao redor do mundo. A sociedade conta com testes rigorosos para aprovar novos membros e promover os antigos. Para continuar sendo parte do grupo, o profissional precisa ainda seguir uma programação de atividades de educação continuada e atuar dentro dos padrões éticos estabelecidos pela FCSI.

Sobre o Conselho

Conselho de Padrões Profissionais para as Américas (CPSTA) tem como atribuição determinar diretrizes de desempenho para os consultores da FCSI. Além de medir e estimular a manutenção destes padrões entre os membros da Sociedade.

 

Mais notícias sobre a FCSI no Brasil:

Mais especialistas do StudioIno passam a integrar a FCSI

Publicação americana vai mostrar inovações de projeto em restaurante brasileiro

Mercado brasileiro de foodservice terá certificação de associação internacional

 

Siga o StudioIno no Facebook e no Instagram.

Acompanhe o StudioIno no Pinterest.

Saiba mais sobre o trabalho de design do StudioIno.

Saiba mais sobre o trabalho de arquitetura do StudioIno.

Comente

Quer participar da discussão?
Deixe o seu comentário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.