Aeroporto de Belo Horizonte conta com diferentes opções de foodservice

Enquanto esperam o voo, os passageiros no Aeroporto de Confins podem aproveitar uma das variadas opções de alimentação que o StudioIno projetou por . Isso porque, o terminal de Belo Horizonte, Minas Gerais, é um grande portfólio dos trabalhos da empresa. O local conta com um completo food hall que reúne diferentes várias tipos de comida em um lugar, e também projetos individuais, como os restaurantes Viena Express e Sports Bar, além do conceitual Grab n’ Fly.

Diferentes opções de alimento e serviço

As alternativas no food hall variam entre hambúrguer, tapioca, açaí, café, pizza, massa, saladas, comida oriental, entre outras. Os espaços de alimentação foram encomendados pela empresa responsável por essa área no aeroporto, a International Meal Company (IMC). Diris Petribú, diretora do StudioIno, explica que o objetivo foi esse mesmo, “atender os clientes com opções variadas”.

Fora do conceito do food hall, o StudioIno desenhou ainda os cafés Espresso Mineiro e Black Coffee, o restaurante Viena Express, e o Sports Bar. As unidades foram sendo entregues ao público a partir de novembro do ano passado. Petribú detalha o processo, “Primeiro fizemos o bar, depois o food hall com produtos frios como comida oriental, saladas e crepes, e o Grab n’ Fly. A parte de comidas quentes foi entregue um mês depois, com a inauguração da tapiocaria, o espaço de massas e pizza, a hamburgueria e o Viena Express”.

O aeroporto de Confins tem capacidade para receber até 10 milhões de passageiros por ano. Em uma pesquisa da Secretaria de Aviação Civil foi escolhido o quarto melhor do Brasil no quesito alimentação.

 

Siga o StudioIno no Facebook e no Instagram.

Acompanhe o StudioIno no Pinterest.

Saiba mais sobre o trabalho de design do StudioIno.

Saiba mais sobre o trabalho de arquitetura do StudioIno.

Comente

Quer participar da discussão?
Deixe o seu comentário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.