Novidades do foodservice são apresentadas em feira norte-americana de fabricantes

Emmanuel Melo, sócio fundador do StudioIno, vai participar da edição 2023 da Nafem Show, a feira da Associação Norte Americana de Fabricantes do Foodservice. O evento será realizado em Orlando, nos EUA, dos dias 1 a 3 de fevereiro. 

A Nafem Show apresenta uma ampla variedade de soluções comerciais de foodservice, incluindo preparação de alimentos, cozimento, serviço e armazenamento. O StudioIno já tem marcado presença na feira há muito anos com bastante sucesso. 

Design brasileiro na feira

Em 2019, linhas de refrigeradores desenvolvidas pelo StudioIno para empresas internacionais foram apresentadas ao público durante a Nafem Show. Dentre as novidades, está a linha de equipamentos de refrigeração desenhadas para a Fagor, composta por mesas e armários refrigerados e freezeres. O StudioIno também desenvolveu uma linha de refrigeradores para a Micro Matic, a Barline, feita para o armazenamento e a apresentação de bebidas em bares. 

Solução do StudioIno em destaque

Um pouco antes, em 2015, o Wine on Tap foi um dos selecionados para a galeria What’s Hot, What’s Cool da Nafem. O espaço destaca projetos que seguem tendências em quatro áreas e passaram pela curadoria do evento. O Wine on Tap foi desenhado pelo StudioIno e faz parte da linha Barline. O equipamento é uma variação do refrigerador e dispenser de cerveja feita para funcionar também como dispenser de vinho. O produto foi desenvolvido para venda e distribuição nos Estados Unidos. 

Simpósio internacional sobre foodservice

Antes da Nafem Show, Emmanuel participa do Simpósio das Américas da FCSI , a Sociedade Internacional de Consultores de Foodservice

O evento tem o bem-estar como tema principal e alguns dos assuntos abordados nas palestras serão: 

  • A nova fase da sustentabilidade
  • Estilo de vida
  • Tecnologias de atendimento no varejo
  • Novas formas de produção alimentos em fazendas regenerativas

Somos especialistas em design e arquitetura para negócios de alimentação.
Fale conosco pelo:
📧contato@studioino.com.br
📞11 3873-0545

Ou siga no InstagramLinkedIn, e Pinterest.

Quatro novas unidades da Starbucks finalizadas

Finalizamos mais quatro unidades para a Starbucks no Brasil. Destaque para a maior loja da marca no Brasil, que fica em Curitiba, no Park Shopping Barigui, e fui inaugurada em outubro passado. O espaço tem mais de 350 metros quadrados.

A maior rede de café do mundo também abriu as duas primeiras unidades em Joinville (SC) no fim do passado. Completa a lista a loja aberta na Cidade Administrativa de Minas Gerais, local onde estão concentrados escritórios do governo do estado.

Realizamos o projeto executivo e compatibilização, atendendo ao conceito visual específico de cada loja desenvolvido pela matriz em Seattle, EUA. O StudioIno iniciou seus trabalhos junto à Starbucks em 2013. São dezenas de unidades concluídas com projetos de lojas de rua, lojas de shopping e quiosques em várias cidades pelo país.

Starbucks no Shopping Mueller, em Joinville (SC) – StudioIno
Starbucks Cidade Adm BH – StudioIno
Primeira unidade da Starbucks em Joinville (SC), no Garten Shopping – StudioIno
Maior unidade da Starbucks no Brasil. Fica no Park Shopping Barigui, em Curitiba (PR) – StudioIno

Somos especialistas em design e arquitetura para negócios de alimentação.
Fale conosco pelo:
📧contato@studioino.com.br
📞11 3873-0545

Ou siga no Instagram, LinkedIn, ou Pinterest.

Pensando o valor que o projeto gera para o usuário

Uma ferramenta muito útil na construção de projetos de design é o canvas de proposta de valor. Em resumo, é um recurso usado para evidenciar qual será o principal valor que um produto ou serviço vai gerar para o usuário.

Para que o canvas seja preciso, é necessário, primeiramente, entender o perfil do consumidor. A equipe do projeto pesquisa e relaciona as principais necessidades físicas e psicológicas do público ao qual o projeto se destina. Esse estudo é dividido em três campos: as tarefas que precisam ser realizadas, as dores do cliente (frustrações e obstáculos encontrados na realização das tarefas), e os ganhos desejados. 

Em seguida, partimos para o mapa de valor. Nele, descrevemos como vamos criar valor significativo para o cliente. O mapa também tem três campos: os produtos e serviços propostos para realizar as tarefas, os “remédios” com os quais esses produtos e serviços irão aliviar as dores dos clientes, e os criadores de ganhos, onde é demonstrado como os produtos e serviços irão produzir benefícios reais para os clientes.

O objetivo é encontrar o melhor encaixe entre os dois lados. E fazer com que o seu cliente se entusiasme com a proposta de valor. 

Somos especialistas em design e arquitetura para negócios de alimentação.
Fale conosco pelo:
📧contato@studioino.com.br
📞11 3873-0545

Ou siga no Instagram, LinkedIn, ou Pinterest.

Especialistas discutem refeições coletivas em evento híbrido

A diretora de arquitetura do StudioIno, Diris Petribu, será uma das palestrantes da discussão sobre “Refeições Coletivas Cenários: Economia, Tecnologia e Competitividade” promovida pelo Canal Restaurante. O evento será realizado no centro técnico da Unox Brasil, no dia 12 de dezembro a partir das 9h30, e contará com transmissão pelo YouTube. As inscrições já estão abertas.

Completam a lista de palestrantes Cleber Sabonaro, economista consultor da Associação Brasileira da Indústria de Alimentos (ABIA), Daniel Mendez, CEO da Sapore e presidente da Associação Brasileira das Empresas de Refeições Coletivas (ABERC), Fábio de Medeiros, diretor geral da Unox Brasil e Rubens Ruiz, consultor de gestão da FSMax Systems.

Siga o StudioIno no Facebook e no Instagram.

Acompanhe o StudioIno no Pinterest.

Saiba mais sobre o trabalho de design do StudioIno.

Saiba mais sobre o trabalho de arquitetura do StudioIno.

O foodservice pode contribuir para os objetivos de sustentabilidade da ONU

Há uma ligação muito forte entre as metas de sustentabilidade da ONU e o trabalho de consultores de foodservice que talvez o mercado não esteja valorizando o suficiente. O colega José Aurélio Claro Lopes explica essa conexão em um artigo publicado recentemente. Lopes é diretor da Precx Consultoria em Alimentação e membro da Sociedade Internacional de Consultores de Foodservice (FCSI), assim como também o são os diretores do StudioIno

No artigo O Charme Discreto da Sustentabilidade, Lopes fala dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, lançados pela ONU em 2015, “um conjunto de ações para combater a pobreza, proteger o meio ambiente e trazer paz às pessoas. São parte da Agenda 2030 e servem como base a muitos programas de convivência, ajuda e respeito”. Ele então liga essas metas à indústria de alimentação mostrando que “os serviços de foodservice podem atuar em 11 desses 17 objetivos, com mudança de cultura e nenhum tostão a mais”.

Leia o texto completo aqui

Wasa Crispbread / Unsplash

Siga o StudioIno no Facebook e no Instagram.

Acompanhe o StudioIno no Pinterest.

Saiba mais sobre o trabalho de design do StudioIno.

Saiba mais sobre o trabalho de arquitetura do StudioIno.

Por que contratar um consultor da FCSI

A Sociedade Internacional de Consultores de Foodservice, ou FCSI na sigla em inglês, tem participantes em 45 países. Por que, aqui no Brasil, um(a) empreendedor(a) ou gestor(a) de foodservice deveria contratar consultores que fazem parte da Sociedade? A FCSI elaborou um guia para responder essa pergunta e nós vamos mostrar aqui as respostas.

A FCSI é a única associação de consultores que opera em nível mundial. A associação mantém um enfoque global para oferecer a melhor qualidade de serviço.

Os diferenciais do(a) consultor(a) FCSI

Os consultores da FCSI respeitam um rigoroso código de ética e conduta profissional. Eles trabalham para alcançar a satisfação dos clientes, sempre mantendo a independência com a cadeia de fornecedores do setor de foodservice.

O código de conduta da FCSI é guiado por três princípios fundamentais:

  1. Os interesses do cliente
  2. Os interesses do público
  3. Os interesses da profissão

As áreas de atuação do(a) consultor(a) FCSI

Os consultores membros da FCSI fornecem serviços em duas áreas de especialização, sendo que alguns consultores oferecem ambos:

Serviços de consultoria de gestão (Management Advisory Service – MAS): 

Geralmente, se refere ao “software” do foodservice, incluindo pesquisas, desenvolvimento de menu, seleção e treinamento de pessoal, logística da cadeia de suprimento, soluções no ponto de venda, tecnologia da informação, entre outros.

Projetos de cozinhas (Kitchen Design):

Refere-se ao “hardware” do foodservice, inclui as definições de métodos de preparo, seleção de equipamentos, layout físico, design de interiores, projetos complementares, acompanhamento da construção, entre outros. 

O que é um(a) consultor(a) FCSI?

Um profissional especializado e independente que, para um escopo de projeto determinado e uma remuneração relacionada, trabalha defendendo os interesses do seu cliente para alcançar objetivos através de projetos e implementação de instalações de foodservice e/ou de sistemas de gestão e operação. 

Princípios éticos da FCSI

Não é permitido a um(a) consultor(a) da FCSI vender equipamentos e, para permanecer membro da Sociedade, o profissional deve priorizar a formação continuada.

Os consultores FCSI, são formados em diferentes disciplinas. Seus membros possuem ampla experiência em projetos, construção e gestão de estabelecimentos de foodservice de diversos tipos e tamanhos, incluindo operadores comerciais e institucionais. 

Os consultores associados são incentivados a participar do Programa de Crescimento 

Profissional Contínuo da FCSI, participando de seminários educacionais com foco nas tecnologias e conhecimentos de ponta no setor de foodservice. Os associados também têm o benefício de ligação em rede com outros profissionais do setor durante as atividades e eventos da associação. 

Como selecionar um(a) consultor(a) da FCSI?

Você pode buscar referências em uma variedade de  fontes para ajudar na seleção de um consultor competente em foodservice. Sua rede de colegas de profissão, associação comercial e da associação de restaurantes local são todas boas fontes de informação.

Você também pode optar por recorrer à FCSI. Nós temos uma área de pesquisa on line de consultores em www.fcsi.org.

20 perguntas para fazer ao consultor(a) da FCSI antes da contratação

A própria FCSI listou uma série de questões que o(a) interessado(a) pode fazer ao profissional antes da contratação. São vinte perguntas para entender melhor a abordagem, o entendimento, e o comprometimento do(a) consultor(a). Além de tirar dúvidas, essas questões ajudam a estabelecer se o profissional é a melhor escolha para o seu projeto.

1 – O que o consultor vê como importantes questões ou considerações em seu projeto? 2 – Quais são os desafios do projeto?

3 – Como o consultor aborda seu projeto?

4 – Como o consultor recolherá informações sobre suas necessidades, objetivos, etc.?

5 – Como o consultor estabelecerá prioridades e tomará decisões?

6 – Com quem da empresa você tratará diretamente? É a mesma pessoa que vai liderar o projeto? Quem vai liderar seu projeto?

7 – Qual o interesse do consultor neste projeto?

8 – O que diferencia este consultor dos demais?

9 – Como o consultor estabelece os valores para o projeto?

10 – Quanto o consultor espera receber para este projeto?

11 – Quais são as etapas do processo do projeto?

12 – Como o consultor organiza o processo do projeto?

13 – O que o consultor espera que você forneça?

14 – Qual é a filosofia de projeto do consultor?

15 – Qual é a experiência do consultor e a estimativa de custo para o projeto?

16 – O que lhe mostrará o consultor ao longo do caminho para explicar o projeto? Você    vai ver modelos, desenhos, ilustrações 3D ou esboços?

17 – Se o escopo do projeto for alterado posteriormente, haverá taxas adicionais? Como essas taxas vão ser justificadas?

18 – Quais os serviços que o consultor fornece durante a construção?

19 – Quanto tempo o consultor espera levar para completar seu projeto?

20 – Quais os clientes já atendidos pelo consultor?

Siga o StudioIno no LinkedIn e no Instagram.

Acompanhe o StudioIno no Pinterest.

Saiba mais sobre o trabalho de design do StudioIno.

Saiba mais sobre o trabalho de arquitetura do StudioIno.

Pizza Makers chega a 13 unidades no país

Tudo começou lá em 2016. O StudioIno criou desde o conceito até o projeto arquitetônico das unidades. Hoje, a rede Pizza Makers conta com 13 pontos espalhados por três estados do Brasil.

A marca está presente em São Paulo, no Rio de Janeiro e na Bahia. Recentemente, postaram fotos no Instagram para comemorar o crescimento e convidar os clientes a conhecerem cada uma das lojas.

A rede Pizza Makers tem como base a filosofia do “faça você mesmo”. Os clientes escolhem os ingredientes e o restaurante prepara a pizza, ali na hora mesmo, em um forno super rápido. Com os anos, a marca foi expandindo os serviços. Além das pizzas, hoje o cardápio conta com saladas, wraps, piadinas e sanduíches.

Siga o StudioIno no LinkedIn e no Instagram.

Acompanhe o StudioIno no Pinterest.

Saiba mais sobre o trabalho de design do StudioIno.

Saiba mais sobre o trabalho de arquitetura do StudioIno.

Nova opção de café será aberta no Santo Mercado

Estamos trabalhando em dois novos pontos para a rede Coffee Walk. A primeira delas será no Santo Mercado, no bairro de Santo Amaro, em São Paulo. 

Coffee Walk no Santo Mercado com projeto do StudioIno

A proposta do espaço é oferecer cafés, lanches e doces para quem precisar pegar e levar. O ambiente é moderno, as embalagens são feitas para facilitar o consumo para viagem, e as opções do cardápio se adequam aos consumidores que precisam de agilidade no dia a dia.

Siga o StudioIno no LinkedIn e no Instagram.

Acompanhe o StudioIno no Pinterest.

Saiba mais sobre o trabalho de design do StudioIno.

Saiba mais sobre o trabalho de arquitetura do StudioIno.

Por que o design centrado no ser humano é importante no foodservice?

A experiência do usuário é a relação emocional que o cliente tem quando entra em contato com uma marca/restaurante. Como podemos pensar melhores experiências para o usuário no foodservice?

É importante entender como as impressões do usuário são formadas. O cliente vai ter sentimentos e emoções relacionadas ao estabelecimento em todos os pontos de contato. Ou seja, desde ver um post na internet, à hora de fazer uma reserva, ao acolhimento na chegada ao local, até a conversa com os(as)  atendentes, o sabor e apresentação da  comida, e o momento de pagar a conta. A experiência do usuário é construída pelos cinco sentidos humanos. 

Dessa forma, na hora de pensar o negócio de foodservice, essa interação deve ser levada em conta. A equipe deverá colocar as pessoas no centro do projeto e criar a jornada do usuário, projetando as sensações desejadas em cada ponto de contato do usuário com o restaurante. Entre esses pontos estão: o serviço, as refeições, a apresentação dos pratos, os utensílios, a atmosfera do ambiente, os cheiros, e muitos outros.

Siga o StudioIno no LinkedIn e no Instagram.

Acompanhe o StudioIno no Pinterest.

Saiba mais sobre o trabalho de design do StudioIno.

Saiba mais sobre o trabalho de arquitetura do StudioIno.

Brasileiros divulgam ações em sociedade internacional

Os membros brasileiros da Sociedade Internacional de Consultores de Foodservice (FCSI, na sigla em inglês) agora têm um perfil em português no Instagram. A página é: @fcsibr. O objetivo do espaço é divulgar as ações de grupo, compartilhar conteúdos educacionais, e atrair novos participantes.

Semanalmente, os membros brasileiros têm organizado encontros para troca de conhecimentos com projetistas e consultores de Foodservice da América Latina. Empresas aliadas da FCSI são convidadas para trazer as novidades técnicas desenvolvidas no setor. No Brasil a Prática, Topema, Netter e a Halton-Refrin são apoiadores da FCSI. 

Outras ações da sociedade no Brasil incluem o Fale com o Especialista, que é realizado em conjunto com a Fispal, uma das maiores feiras nacionais do setor de alimentação. A iniciativa oferece consultorias gratuitas a empreendedores do foodservice. 

A FCSI foi fundada nos anos 1950 nos Estados Unidos e reúne mais de 1.300 especialistas do mercado de alimentação em 46 países ao redor do mundo. A sociedade conta com testes rigorosos para aprovar novos membros e promover os antigos. Para continuar sendo parte do grupo, o profissional precisa ainda seguir uma programação de atividades de educação continuada e atuar dentro dos padrões éticos estabelecidos pela FCSI.

Siga o StudioIno no LinkedIn e no Instagram.

Acompanhe o StudioIno no Pinterest.

Saiba mais sobre o trabalho de design do StudioIno.

Saiba mais sobre o trabalho de arquitetura do StudioIno.