Doceria portuguesa começa 2018 abrindo mais quatro unidades

Belo Horizonte, Goiânia e São Paulo são as localidades dos pontos que a B.Lem vai inaugurar já no início de 2018. Os novas unidades da doceria especializada em itens portugueses já estão em obras. Os projetos são assinados pelo StudioIno, que trabalha com a marca desde 2014.

A parceria entre as empresas já rendeu 14 unidades prontas as quais as novas vão se somar. Os novos pontos seguem o padrão da rede de lojas, com materiais e detalhes definidos para criar um ambiente aconchegante e moderno. Cada unidade conta com loja e salão para receber os clientes, e uma área interna para finalização dos produtos.

As novas unidades em Belo Horizonte (MG) serão no bairro Savassi e no terminal rodoviário da cidade. Em Goiânia, a B.Lem vai operar no aeroporto. Já em São Paulo, o novo ponto da doceria será na Rua Pamplona, em Jardim Paulista.

O destaque do cardápio da B.Lem é o pastel de nata, que foi eleito o melhor de São Paulo, em 2016, pela Revista Veja. O menu de lanches rápidos traz, além dos doces, opções como pães, bolos e massas folhadas. Para o almoço, a casa tem diferentes pratos com o tradicional bacalhau português. As bebidas variam entre cafés e vinhos, incluindo os do Porto.

 

Siga o StudioIno no Facebook e no Instagram.

Acompanhe o StudioIno no Pinterest.

Saiba mais sobre o trabalho de design do StudioIno.

Saiba mais sobre o trabalho de arquitetura do StudioIno.

Empório especializado em produtos italianos chega à capital paulista

Os italianos da família Auricchio chegaram ao Brasil na década de 1950. Agora, o empreendimento deles chega à capital paulista. Quando vieram para o novo continente, os Auricchios trouxeram o conhecimento da região da Campagna, onde se produz muçarela de búfala. Eles estabeleceram uma fábrica no interior de São Paulo sob a marca Bufalat. É essa produção que, há quatro meses está disponível em um empório no bairro de Perdizes, São Paulo.

O StudioIno desenhou a cozinha e a área dos clientes para a unidade. No local, é possível degustar a famosa muçarela e pratos com ingredientes italianos. Outra opção é visitar a loja e levar para casa algumas das delícias disponíveis. Diris Petribú, diretora da empresa, explica que o projeto foi bastante simples. A filosofia da Bufalat é transpor a atmosfera artesanal e caseira para o empório.

 

Muçarela e mais

A fábrica da Bufalat combina equipamentos modernos com um rigoroso controle de qualidade para que o resultado final seja igual aos produzidos na Itália. A marca garante um queijo com sabor e cremosidade das melhores muçarelas de búfala.

Apesar de ser o carro-chefe da marca, a Bufalat produz outros itens além do famoso queijo branco. Entre as outras opções disponíveis estão a ricota fresca, a burrata, uma muçarela misturada com leite fermentado, e a scamorza, um queijo feito com leite bovino.

 

(Sabemos que pode parecer estranho, mas desde 2009, a grafia do nome deste queijo tão querido foi aportuguesada para “muçarela”, com “ç” mesmo).

 

Siga o StudioIno no Facebook e no Instagram.

Acompanhe o StudioIno no Pinterest.

Saiba mais sobre o trabalho de design do StudioIno.

Saiba mais sobre o trabalho de arquitetura do StudioIno.

Aeroporto de Belo Horizonte conta com diferentes opções de foodservice

Enquanto esperam o voo, os passageiros no Aeroporto de Confins podem aproveitar uma das variadas opções de alimentação que o StudioIno projetou por . Isso porque, o terminal de Belo Horizonte, Minas Gerais, é um grande portfólio dos trabalhos da empresa. O local conta com um completo food hall que reúne diferentes várias tipos de comida em um lugar, e também projetos individuais, como os restaurantes Viena Express e Sports Bar, além do conceitual Grab n’ Fly.

Diferentes opções de alimento e serviço

As alternativas no food hall variam entre hambúrguer, tapioca, açaí, café, pizza, massa, saladas, comida oriental, entre outras. Os espaços de alimentação foram encomendados pela empresa responsável por essa área no aeroporto, a International Meal Company (IMC). Diris Petribú, diretora do StudioIno, explica que o objetivo foi esse mesmo, “atender os clientes com opções variadas”.

Fora do conceito do food hall, o StudioIno desenhou ainda os cafés Espresso Mineiro e Black Coffee, o restaurante Viena Express, e o Sports Bar. As unidades foram sendo entregues ao público a partir de novembro do ano passado. Petribú detalha o processo, “Primeiro fizemos o bar, depois o food hall com produtos frios como comida oriental, saladas e crepes, e o Grab n’ Fly. A parte de comidas quentes foi entregue um mês depois, com a inauguração da tapiocaria, o espaço de massas e pizza, a hamburgueria e o Viena Express”.

O aeroporto de Confins tem capacidade para receber até 10 milhões de passageiros por ano. Em uma pesquisa da Secretaria de Aviação Civil foi escolhido o quarto melhor do Brasil no quesito alimentação.

 

Siga o StudioIno no Facebook e no Instagram.

Acompanhe o StudioIno no Pinterest.

Saiba mais sobre o trabalho de design do StudioIno.

Saiba mais sobre o trabalho de arquitetura do StudioIno.

Publicação americana vai mostrar inovações de projeto para restaurante brasileiro

O projeto de reconceituação do restaurante Viena coordenado pelo StudioIno foi selecionado para publicação da revista Project Showcase 2017, da Sociedade Internacional de Consultores de Foodservice, (FCSI, na sigla em inglês). O informativo é editado uma vez por ano e traz ações inovadoras realizadas pelos integrantes da FCSI em todo o mundo. Um grupo de editores recebem as submissões e escolhem apenas 12 para ser detalhadas no anuário. O projeto do StudioIno é o único da América Latina dentre os projetos de design de cozinha selecionados.

Por que o projeto Viena Delish é inovador

O International Meal Company – Imc, detentor da marca Viena, chamou o StudioIno com o desafio de renovar a rede de restaurantes que há 40 anos havia sido bem sucedida em São Paulo. A ideia era atrair nova clientela sem perder de vistas os frequentadores fiéis. Para atender a demanda, o StudioIno coordenou os trabalhos de uma equipe multidisciplinar.

Na primeira fase do projeto, profissionais convidados, junto com especialistas do StudioIno e do cliente, fizeram workshops de reenquadramento e cocriação para pensar um novo conceito para o restaurante. Com a ideia fechada em mãos, foi hora de elaborar os novos menus, projeto da cozinha e do salão, ambientação e comunicação visual.

Todo o trabalho foi realizado em quatro meses de pesquisas, projetos e mais dois de obras. A unidade reformulada do Viena Delish no Shopping Iguatemi foi inaugurada com uma abordagem diferenciada. O local passou a ser um food Market, com diferentes opções de espaços, serviços e menu. Agora, ela servirá de modelo para os outros estabelecimentos da marca no Brasil.

 Saiba mais sobre o Viana Delish

Como o trabalho para o Viena Delish foi selecionado

Para participar da publicação é preciso submeter uma carta de intenção e responder um questionário simples. Caso passe por essa etapa, os profissionais interessados devem preencher um formulário bem mais longo defendendo o projeto e dando todas as informações técnicas como fornecedores, equipamentos e soluções. Além disso, é preciso enviar imagens, layouts e uma lista minuciosa dos itens do projeto.

Este ano, foram selecionadas 12 ações de design e arquitetura para foodservice. Todos são norte-americanos, com exceção do realizado pelo StudioIno. Outros dois projetos de gestão e serviços também estarão na publicação e um deles é brasileiro. É o trabalho para Esquina Grill, conduzido por profissionais da Mapa Assessoria.

A revista Project Showcase é produzida desde 2013 e é distribuída para 10 mil leitores. A edição deste ano será publicada em setembro.

 

Siga o StudioIno no Facebook e no Instagram.

Acompanhe o StudioIno no Pinterest.

Saiba mais sobre o trabalho de design do StudioIno.

Saiba mais sobre o trabalho de arquitetura do StudioIno.

Especialistas falam sobre as novidades e desafios do foodservice em novo site

O setor de alimentação engloba diferentes áreas e é importante para a economia brasileira, gerando renda, serviços e empregos. Por isso mesmo, é um segmento ágil que está sempre se movimentando para superar desafios e se renovar. Para acompanhar todas as essas novidades e discutir os principais temas, foi lançado o site Mercado Food Service.

A página é uma plataforma de comunicação no modelo de rede colaborativa cujo foco é tratar da idealização de projetos e empreendedorismo no setor de restaurantes. O Mercado Food Service reuniu renomados especialistas desta área. São profissionais procurados pelas grandes marcas de fast food, restaurantes comerciais, restaurantes de empresas, de hotelaria e até do setor hospitalar, que fazem dezenas de projetos novos a cada ano e estruturam e reestruturam estas operações. Estes especialistas vão contribuir, periodicamente, para a produção de conteúdo para a plataforma, e para a geração de diálogo sobre temas importantes para o setor. Os especialistas do StudioIno fazem parte deste time e já publicaram informações interessantes:

Falamos sobre como reformulamos o conceito do tradicional restaurante Viena para modernizar a marca.

Conversamos com Eduardo Scott, da Scott Consultoria, sobre os resultados do setor de foodservice no último ano.

Mostramos como fizemos funcionar a ideia de um restaurante onde o cliente monta sua própria pizza.

 

O site debate os tópicos em programas de vídeo, aproveitando o repertório dos especialistas, revelando um pouco mais dos critérios que levam ao sucesso ou ao fracasso, seja da parte de arquitetura, nutrição, gestão de pessoas ou mesmo administrativo e financeira. O Mercado Food Service quer incentivar a interatividade com o público e todos os consultores estão disponíveis online para tirar dúvidas e dar orientações.

O mercado – Os serviços de alimentação é um mercado que prossegue crescendo acima dos índices de outros segmentos econômicos e tem sido bastante procurado pelos novos empreendedores e fruto de investimento mesmo de quem já está no setor.  No último ano, segundo dados do Instituto Food Service, este segmento cresceu 7% mesmo diante da chamada crise brasileira.

 

Siga o StudioIno no Facebook e no Instagram.

Acompanhe o StudioIno no Pinterest.

Saiba mais sobre o trabalho de design do StudioIno.

Saiba mais sobre o trabalho de arquitetura do StudioIno.

Olive Garden abre segunda unidade no Brasil com projeto do StudioIno

A rede norte-americana de restaurantes Olive Garden inaugurou, no último dia 7, a segunda unidade da marca no Brasil. O novo ponto fica no Shopping Center Norte, em São Paulo, e o projeto da casa foi todo elaborado pela equipe do StudioIno.

Diris Petribú, arquiteta e líder do projeto, explica que além do desenvolvimento arquitetônico, ela e seu time foram responsáveis pelo projeto da cozinha e gerenciamento da obra. O Olive Garden mantem os padrões norte-americano em suas franquias ao redor do mundo. Por isso, o projeto do StudioIno foi pensado para se adequar as práticas dos EUA e, ao mesmo tempo, faz as nacionalizações necessárias como, por exemplo, equipamentos de cozinha e materiais de acabamento.

O maior desafio com este projeto tem a ver também com adaptação. É que, em geral, as unidades do Olive Garden são de rua e esta casa em São Paulo funciona dentro de um shopping. No total, todo o trabalho, entre concepção e obra, foi concluído em quatro meses. Os resultados já estão sendo observados e a International Meal Company (Imc), franqueadora do Olive Garden, já encomendou estudos para outros projetos em parceria com o StudioIno.

Sobre o Olive Garden – A rede serve refeições inspiradas nas comidas típicas da região da Toscana na Itália. Fundada em 1982, a marca já tem mais de 800 restaurantes espalhados em nove países. A primeira unidade da rede no Brasil fica no Aeroporto Internacional de Guarulhos.

 

Siga o StudioIno no Facebook e no Instagram.

Acompanhe o StudioIno no Pinterest.

Saiba mais sobre o trabalho de design do StudioIno.

Saiba mais sobre o trabalho de arquitetura do StudioIno.

A reinvenção do restaurante self service

Como o StudioIno ajudou a IMC a reinventar o conceito de autosserviço para o tradicional Viena Express.

O Viena Express, uma rede de restaurantes de autosserviço pertencente ao International Meal Company (IMC), já era um sucesso, com cerca de 100 restaurante em operação em várias cidades brasileiras, quando os seus gestores perceberam os sinais de que havia chegado a hora de mudar.

A entrada no mercado da chamada geração Y, pessoas nascidas a partir de 1980, estava alterando a forma e os hábitos de consumo de alimentos.

O desafio

No início de 2016, fomos procurados por executivos da IMC, eles traziam muitos dados e um desafio para compartilhar: Como preparar o Viena Express para as novas gerações e, ao mesmo tempo, aumentar as vendas de um negócio consolidado?

Para enfrentar o desafio proposto pelos dirigentes da IMC, unimos nossa equipe de especialistas em projetos de foodservice, com profissionais de diversas áreas do próprio IMC.

Viena Express do Shopping Iguatemi. Foto: Artur Bragança.

Design Thinking

Utilizamos a abordagem do Design Thinking: usuário no centro do projeto, equipe multidisciplinar, observação, compreensão, empatia, cocriação e experimentação.

Após 30 dias de imersão profunda no desafio, com pesquisas junto aos consumidores do restaurante e realização de dois workshops com as equipes para reenquadramento e cocriação, foi esboçado o novo conceito para o Viena Express e um cardápio de ideias para atender melhor às necessidades e desejos dos usuários. Nessa fase do projeto contamos com a DesignMuda, que auxiliou nas pesquisas, planejou e facilitou os workshops.

Nos 4 meses seguintes, o projeto foi detalhado: layout, fluxos, equipamentos, arquitetura, projeto de design para os novos expositores, projetos complementares, desenhos para marcenaria, contratação de fornecedores e aprovação do projeto junto à administração do shopping.

A obra, reforma da loja existente no Shopping Iguatemi em São Paulo, foi executada no tempo recorde de 12 dias pela AS6 Construções.

Os novos expositores foram fabricados pela Ingecold que, em 30 dias, apresentou protótipos para a validação da equipe de design industrial do StudioIno e do pessoal de produto e qualidade da IMC.

No todo, o processo foi realizado em 5 meses e o restaurante piloto com o novo conceito foi inaugurado em junho de 2016.

A reinvenção do restaurante self service?

Certamente uma expressão exagerada mas, o novo Viena Express trouxe inovações em diversos aspectos para o tradicional sistema de autosserviço de alimentação.

O princípio do serviço ainda é o mesmo. O cliente escolhe os alimentos de preferência, monta seu próprio prato de forma rápida e paga pelo peso dos alimentos escolhidos. Entretanto, podemos relacionar uma série de inovações apresentadas no projeto:

1. Múltiplos fluxos para o cliente. Pegar uma salada pronta ou uma bebida e ir direto no caixa? Ou preparar uma refeição completa com grelhados especiais? As duas opções podem ser feitas sem que o cliente tenha que seguir uma fila única.

2. Novos produtos e embalagens. O pessoal de produto da IMC reformulou o cardápio. Os pratos ficaram mais saborosos e práticos. E as embalagens, muito mais comunicativas.

3. Protagonismos dos alimentos no ambiente. Novas estratégias para exposição dos alimentos no ambiente de consumo permitiram a verticalização dos expositores para melhor visualização. Claro, sem descuidar das regras da segurança alimentar.

4. Grab & Go. Uso de refrigeradores expositores verticais abertos para facilitar o acesso dos clientes aos alimentos embalados. Isso já na entrada do restaurante.

Viena Express: Grab and Go na entrada. Saladas, bebidas geladas e sobremesas para pegar e levar. Foto: Artur Bragança.

 

Viena Express: Grab and Go na entrada. Saladas, bebidas geladas e sobremesas para pegar e levar. Foto: Artur Bragança.

5. Novos expositores para os alimentos. Saladas, pratos quentes e sobremesas estão agora em inovadores expositores construídos em vidro especial e desenhados especificamente para o restaurante. Esses expositores permitem melhor visualização e mais fácil acesso, além de garantir temperaturas seguras para os alimentos.

Viena Express: novo expositor refrigerado para saladas. Ventilação suavemente forçada para garantir a temperatura segura, exposição em dois níveis e facilidade para pegar. Foto: Artur Bragança.

6. Grelhados em revolucionário forno a carvão. Pela primeira vez no Brasil, foi utilizado em um self service os novos fornos a carvão. Esses fornos, fabricados na Europa e importados pela Intellikit para o Viena, dão aos pratos os sabores típicos do churrasco com rapidez e eficiência energética.

Viena Express: Forno a carvão para grelhados com preparação a vistas do cliente. À noite, pizza à la carte. Foto: Artur Bragança.

 

Viena Express: Forno a carvão para grelhados com preparação a vistas do cliente. À noite, pizza à la carte. Foto: Artur Bragança.

7. Pizza em 2 minutos. Pizzas preparadas em frente aos clientes e assadas rapidamente atendem a demanda principal da noite. Aqui, foi utilizado o novo forno “Forza” da Prática.

8. Day part. Preparar o restaurante para vender produtos em todos os períodos. Assim, além da preparação de cardápios especiais para cada período do dia, o restaurante ganhou um painel conversível para ambientar os três principais momentos do dia: almoço, final da tarde e noite.

Os resultados

O restaurante piloto no Shopping Iguatemi serviu para aperfeiçoamentos do novo conceito e, após 4 meses de operação e acompanhamento dos indicadores financeiros e operacionais, a inovação foi aprovado pela IMC. Maior fluxo de clientes, novos consumidores e vendas durante todo o dia foram observados, atendendo aos objetivos iniciais do projeto.

A inovação já foi aplicada ao segundo restaurante da rede no Shopping Ibirapuera, também em São Paulo, inaugurado em dezembro de 2016.

O novo conceito do Viena Express passa a ser o padrão a ser aplicado às novas lojas da marca e para o programa de retrofit dos restaurantes existentes.

Viena Express: Self service Shopping Iguatemi, SP. Ilustração do projeto.

 

Viena Express: Self service Shopping Iguatemi, SP. Layout loja básica.

 

Serviço:

As novas unidades do Viena Express, até esta data, ficam localizados nas praças de alimentação dos shoppings Iguatemi e Ibirapuera em São Paulo. Está prevista para 2017 a reformulação de 12 restaurantes.

 

Ficha técnica:

Unidade: Restaurante Viena Express

Projeto de foodservice: Diris Petribú – Senior Member FCSI – Líder do projeto, João Carlos Faias, Eduardo Esteban e equipe do StudioIno

Projeto dos expositores de alimentos: Emmanuel Melo – Senior Member FCSI – Líder do projeto, equipe de design do StudioIno e a Ingecold, responsável pela fabricação

Cliente: International Meal Company – Imc

Equipe do cliente: Jaime Szulc, Pierre Berenstein, Regina Belelli, Juliana de Aguiar Oliveira e equipes Imc

Escopo do Projeto: Novo conceito e reformulação do Restaurante Viena Express

Arquitetos: Diris Petribú, Eduardo Esteban, João Carlos, Luisa Gambaro, Ana Luisa Cronemberger, Maria Wolf

Design de interior: StudioIno

Workshop e pesquisa inicial: DesignMuda e StudioIno

Construção: AS6 Construções e G&R Construções

Marcenaria: AFA Marcenaria

Fornecedor de Equipamentos: Macom/Hoshizak, Ingecold, Intellikit, Prática, Glasart, Melting

 

Siga o StudioIno no Facebook.

Saiba mais sobre o trabalho de design do StudioIno.

Saiba mais sobre o trabalho de arquitetura do StudioIno.