Oportunidade aberta para empresas interessadas em exportar

Empresas brasileiras interessadas em aprimorar ou criar produtos para exportação têm uma ótima oportunidade com mais uma edição do programa Design Export da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil). O StudioIno foi, mais uma vez, credenciado como para fazer parte da iniciativa.

A iniciativa é uma parceria entre a Apex-Brasil e o Centro Brasil Design (CBD). O Design Export conecta os empresários a profissionais de design para que recebam consultorias e capacitações. Além disso, o programa oferece apoio técnico e financeiro para a criação de embalagens ou produtos voltados para mercado internacional. A metodologia do Centro Brasil Design, chamada Design na Prática, é aplicada em todas as etapas do projeto e um consultor CBD especializado em gestão do design acompanha todo o processo com o objetivo de potencializar os resultados e minimizar riscos.

Criado em 2013, o Design Export está em sua terceira edição e já atendeu 300 empresas de mais de 120 cidades de 17 diferentes estados brasileiros.

Como participar?

Este ano, o Design Export vai ajudar 600 empresas brasileiras a internacionalizar seus produtos. O primeiro edital de 2019 já está fechado, com o ciclo inicial já começando. Para participar das próximas edições, os interessados devem preencher o formulário no site do programa falando um pouco sobre o produto a ser desenvolvido. Na páginas, estão disponíveis casos de soluções impulsionadas pelo projeto.

A experiência do StudioIno no Design Export

Letícia Castro, diretora superintendente do Centro Brasil Design, explica que por conta do alcance nacional da iniciativa, o edital para seleção dos prestadores de serviço de design de todo o país foi aberto no final do ano passado. Ela detalha que o CDB avaliou os escritórios candidatos “técnica e legalmente para validar os portfólios e documentos, e então, habilitá-los para o Design Export”.

Esta é a terceira vez que o StudioIno se credencia para participar do Design Express trabalhando com as empresas que buscam a internacionalização. Em edições passadas, o escritório desenvolveu quatro projetos:

Fornos combinados

O StudioIno trabalhou com a Prática por duas ocasiões dentro das ações do Design Export, em 2013 e em 2016. Os fornos combinados têm múltiplas funções, assam, cozinham, fritam, regeneram, grelham, gratinam e descongelam. A tecnologia de convecção forçada faz com que os tempos de preparo sejam muito reduzidos e a injeção de vapor permite cozinhar legumes e reduzir a perda de peso nas carnes. Os equipamentos foram exportados para os mercados da Europa, Estados Unidos e México.

Mais informações.

 

Bandeja e estecas

A fabricante brasileira de utensílios plásticos Spland contou com o StudioIno e do Design Export para lançar duas linhas de produtos no mercado internacional, em 2017. As estecas, pequenas hastes com diferentes pontas usadas para decorar bolos, foram desenvolvidas com foco na resistência, precisão, e facilidade de manejo. Para as bandejas, a pesquisa se voltou para tamanhos e materiais, para garantir durabilidade e evitar as deformações que acontecem com esse tipo de produto ao longo do tempo.

 

Cafeteira Titã

Desenvolvida para a Titã, em 2018, as cafeteiras da Coffee Line foram exportadas para a América do Sul e o continente africano. O desenho teve como objetivo somar melhorias ao equipamento utilizando design e matéria prima simples e buscando uma forma de utilização descomplicada.

Mais informações.

 

 

Robô de sorvete

O Robo Frozen foi desenhado para a linha Innovations da Topema, em 2017. O equipamento é uma vending machine totalmente automatizada para a venda de sorvetes, doces e quaisquer produtos consumíveis que possam ser dosados. O Robo Frozen tem interface amigável, acabamentos de alta qualidade e cumprir as exigências de órgãos certificadores nacionais e internacionais.

Mais informações.

O sucesso do Design Export

Os resultados positivos do Design Export são evidenciados pelos números do CBD. Letícia Castro conta que um balanço feito na segunda edição do programa apontou que 97% das empresas participantes informaram expectativa positiva em relação ao aumento de vendas com o novo projeto desenvolvido. “Empresas mais focadas em resultados e com oportunidades emergentes, já executaram investimentos que ultrapassam 100% dos valores financeiros recebidos. Quase a metade das empresas relata otimismo ao apontar uma previsão de aumento de vendas de até 50%”, detalha Letícia.

ApexBrasil – A Apex atua para promover os produtos e serviços brasileiros no exterior e atrair investimentos estrangeiros para setores estratégicos da economia brasileira. A agência faz isso por meio de ações de promoção comercial, como missões prospectivas e rodadas de negócios, e de atuação com atores públicos e privados para atração de investimentos estrangeiros diretos (IED) para o Brasil. Segundo a agência, as exportações apoiadas pela Apex, dentre e fora do programa de design, somaram cerca de US$ 280 bilhões no acumulado dos últimos cinco anos.

 

Siga o StudioIno no Facebook e no Instagram.

Acompanhe o StudioIno no Pinterest.

Saiba mais sobre o trabalho de design do StudioIno.

Saiba mais sobre o trabalho de arquitetura do StudioIno.