O que diferentes especialistas podem fazer por um negócio de foodservice e como escolher

Diferentes especialistas atuam no mercado de foodservice. Isso pode ser confuso para o empreendedor ou operador desta área que decida contratar um consultor. Raoni Saade, gestor de projetos e processos da Mapa Assessoria, explica esses diferentes papéis no mais recente vídeo da série Serving Up. As produções são iniciativa da Sociedade Internacional de Consultores de Foodservice (FCSI, na sigla em inglês) que, recentemente, passou a elaborar conteúdo em português e espanhol.

No vídeo, Saade fala do trabalho do MAS (Management Advisory Service, ou consultoria de gestão) e KD (Kitchen Design, design e arquitetura de cozinhas). Segundo ele, os dois trabalhos se completam e devem ser exercidos por especialistas diferentes. Os dois são importantíssimos. O KD precisa, por exemplo, da definição do menu para escolher o equipamento correto, e o MAS precisa do KD para projetar os espaços. É uma parceria”.

Assista:

Na gravação, Saade explica também o que é a FCSI e quais são as vantagens de se contratar um consultor que faz parte da sociedade como a obrigatoriedade de atividades de educação continuada entre os participantes. Ele fala ainda que tipo de dúvidas um consultor pode ajudar o cliente a sanar.

A ideia dos vídeos em português partiu do próprio braço da FCSI no Brasil. Os primeiros convidados foram Saade e Nathália Sifuentes, Foodservice & Laundry Consultant. A conversa com Sifuentes será divulgada em breve. “Todo o conteúdo é elaborado em conjunto, a FCSI escreve o material e a gente adequa para o nosso mercado”, explica Saade, que gravou a participação durante um reunião da Sociedade em abril, em Chicago, EUA.

A participação dos brasileiros faz parte de uma estratégia de fortalecer a presença da FCSI na América do Sul. Saade faz parte do grupo desde 2013 e é um dos responsáveis pelo Conselho de Padrões Profissionais para as Américas. O principal trabalho deste grupo atualmente tem sido a adequação para o mercado do Brasil do teste da FCSI para admissão de Membros Profissionais. “Finalizamos o processo de tradução da prova para português, o próximo passo é a adição de áreas de conhecimento específico para a realidade local como, por exemplo, legislação sanitária e trabalhista do Brasil”, explica Saade.

A continuação desses trabalhos já está marcada e a próxima reunião dos brasileiros com a FCSI será nos dias 4 e 5 de agosto, mais uma vez em Chicago, EUA.

FCSI – A FCSI está em atividades desde os anos 1950s tendo adotado o nome atual em 1979. A Sociedade tem representação nas Américas, na Ásia, no continente africano e no Oriente Médio. A instituição reúne mais de 1.300 especialistas do mercado de alimentação e conta com testes rigorosos para aprovar novos membros e promover os antigos. Para continuar sendo parte do grupo, o profissional precisa ainda seguir uma programação de atividades de educação continuada e atuar dentro dos padrões éticos estabelecidos pela FCSI. 

 

Siga o StudioIno no Facebook e no Instagram.

Acompanhe o StudioIno no Pinterest.

Saiba mais sobre o trabalho de design do StudioIno.

Saiba mais sobre o trabalho de arquitetura do StudioIno.